22 de fevereiro de 2017

NOVO DISCO DO THUNDER JÁ ESTÁ DISPONÍVEL

A super bacana banda britânica THUNDER disponibilizou no último dia 10 seu mais novo álbum. Trata-se de Rip It Up, o décimo-primeiro disco de estúdio dos ingleses (sem incluir coletâneas, discos ao vivo, EPs, etc)..

E como não poderia ser diferente, os caras exploraram várias mídias. Além do ITunes e do CD simples, o álbum estará disponível em CD triplo + EP, LP duplo + EP, LP duplo dourado, LP duplo personalizado e fita cassete (!), além de opções de packs com mais de um formato, incluindo um com todos eles. 

Historicamente, a banda sempre ofereceu seus lançamentos em formatos variados. Aliás, se você procura uma banda diferente para "colecionar" o THUNDER é uma alternativa bem divertida. E os preços não são exorbitantes.

Abaixo, capa, tracklist e faixa-título, muito tesão por sinal.


FAIXAS DISPONÍVEIS EM TODOS OS FORMATOS
01. No One Gets Out Alive
02. Rip It Up
03. She Likes Cocaine
04. Right From The Start
05. Shakedown
06. Heartbreak Hurricane
07. In Another Life
08. The Chosen One
09. The Enemy Inside
10. Tumbling Down
11. There's Always A Loser

FAIXAS EXCLUSIVAS DO EP
01. Fire In The Mountain
02. Blue Eyed Girl
03. Beyond The Stars
04. I Will Return

FAIXAS AO VIVO EXCLUSIVAS DO CD TRIPLO E DO LP DUPLO
01. Wonder Days (Live)
02. Black Water (Live)
03. River Of Pain (Live)
04. Chasing Shadows (Live)
05. Broken (Live)
06. The Devil Made Me Do It (Live)
07. Backstreet Symphony (Live)
08. I'll Be Waiting (Live)
09. Resurrection Day (Live)
10. The Thing I Want (Live)
11. Love Walked In (Live)
12. I Love You More Than Rock 'n' Roll (Live)
13. The Rocker (Live)
14. Dirty Love (Live)

FAIXA AO VIVO EXCLUSIVA PELO iTUNES
01. No One Get's Out Alive (Live in Hamburg)


Para encomendar o seu exemplar, clique AQUI.


7 de fevereiro de 2017

REVIEW: FEIRA DE DISCOS DA BOCA MALDITA

Sucesso. Com essa palavra posso resumir a primeira edição da Feira de Discos da Boca Maldita, evento organizado pelos lojistas Horácio (Sonic Discos - Especiarias Sonoras) e Marcos (Joaquim Livros & Discos).

Fiquei muito contente em poder participar da feira (embora estivesse desacompanhado da primeira-dama). Cheguei de táxi com uma hora de antecedência. A turma ajudou com carrinho para as caixas de discos e acesso ao elevador de serviço. Chegando ao hall destinado à feira tudo estava muito calmo, com expositores organizando material e atualizando a conversa até que as portas fossem abertas. Dalí em diante as pessoas não pararam de chegar. Embora as vendas tenham oscilado entre os expositores (uns vendendo mais, outros menos) não faltou clientela.

Figurinhas carimbadas de todas as feiras misturavam-se a transeuntes e curiosos, todos bombeados pela "aorta" Avenida Luis Xavier. Assistam a uma matéria sobre a feira clicando AQUI. Por não poder oferecer mesa cheia fiquei com a opção de "dividi-la" com outro expositor, no caso o Discotecário BOB. Gente fina. Inclusive fizemos rolos com alguns LPs. Logicamente pude reencontrar outros vendedores como meus velhos amigos da Discos Raros, além do Adriano Discos. Também tive contato com o Sebo Alternativo e o casal bacana da Confraria do Vinil.

Confesso que não esperava tal fluxo de pessoas. Alguns clientes da última feira do Canal da Música passaram pelas minhas caixas. Foi bacana revê-los. Aproveitei para divulgar o Blog (pessoal, eu prometo que desta vez vou mandar fazer uns cartões). O papo foi muito bacana com todos. Pela primeira vez encontrei numa feira outros admiradores da banda norte-americana CHEAP TRICK. Aliás, ela foi tema de algumas conversas.


Em suma, a Feira de Discos da Boca Maldita estreou com o pé direito e abriu uma nova opção em feira de vinis em Curitiba.

E fiquem atentos, pois pode rolar em breve novidade sobre venda de vinis e afins em Curitiba.


6 de fevereiro de 2017

ROCK DE LUTO: JOHN WETTON

Uma lenda do Prog, um ícone do Hard e um deus do AOR. Assim eu defino JOHN WETTON. O baixista e vocalista inglês faleceu no último dia 31. Ele tinha 67 anos e lutava contra o câncer.


WETTON deixou um legado impressionante. Seus trabalhos, tanto as pequenas colaborações quanto os projetos próprios, são quase incontáveis. Ainda jovem participou de algumas bandas como MOGUI THRASH e FAMILY. Em seguida, envolveu-se em diversos projetos com grandes nomes da música mas foi no KING CRIMSON em 1972 que começou a destacar-se. Tocou e gravou com PETER  BANKS (do YES), BRIAN ENO, BRYAN FERRY, URIAH HEEP e PHIL MANZANERA, dentre outros.Também marcou presença no bom grupo progressivo U.K.

Mas foi na década seguinte que o JOHN WETTON mais conhecido dos roqueiros surgiu. Em 1980 gravou seu primeiro disco solo. Na mesma época passou pelo WISHBONE ASH. Em seguida veio o projeto definitivo de sua carreira, a banda ASIA. Com clássicos eternos como "Heat Of The Moment" e "Only Time Will Tell" ele solidificou-se no mundo da música como um importante nome.

Participou do projeto PHENOMENA em 1987 no disco Phenomena II: Dream Runner. Esse álbum ficou muito conhecido no Brasil por trazer a música "Did It All For Love", sucesso monstruoso nos comerciais dos cigarros Hollywood. Depois disso manteve-se sempre envolvido em projetos próprios, como o WETTON/DOWNES, e outras intermináveis colaborações. Um verdadeiro soldado do Rock.

Abaixo, um pouquinho (pouquinho mesmo) da imensa e fodástica carreira desse cara que eu admiro demais.





















Obrigado pela música, JOHN. Descanse em paz. 😢


31 de janeiro de 2017

VOCÊ SABIA? GEOFF NICHOLLS JÁ FEZ SESSÃO DE AUTÓGRAFOS EM CURITIBA

Em 2008 um episódio bizarro ocorreu com grandes figuras do Rock em Curitiba. JOE LYNN TURNER (DEEP PURPLE, RAINBOW), TONY MARTIN e GEOFF NICHOLLS (BLACK SABBATH) estiveram em nossa capital para uma noite de muita música. Mas uma série de questões inviabilizou a apresentação.

Com mudanças e imprevistos, os roteiros dos músicos em nossa capital foram distintos naquele dia. TONY e GEOFF, por exemplo, foram a uma sessão de autógrafos na loja Classic Laser (confiram no vídeo a seguir).


E não foi só isso. Confiram uma resenha publicada sobre o que aconteceu clicando AQUI.


ROCK DE LUTO: GEOFF NICHOLLS (BLACK SABBATH)

Faleceu no último dia 28 um importante nome do Rock, o tecladista, guitarrista e vocalista GEOFF NICHOLLS. Ele tinha 68 anos e lutava contra um câncer.


GEOFF é um daqueles caras fundamentais que muitas vezes não aparecem em capas de discos.  Foi tecladista do BLACK SABBATH em dez discos (1980-1995). Chegou a fazer backing vocals e até guitarra na banda de IOMMI. Também participou da carreira solo de TONY MARTIN (ex-BLACK SABBATH). No começo de sua carreira, o tecladista foi integrante de uma banda setentista chamada QUARTZ. Antes disso, na mesma década, participou de um projeto psicodélico chamado de THE WORLD OF OZ.

Abaixo, alguns registros com a presença do lendário músico.

Em sua banda QUARTZ, ele aparece detonando durante os anos 1970.

Cara, essa formação do SABBATH é muito louca: além de TONY e GEOFF, aparecem IAN GILLAN e BEV BEVAN (ex-baterista da ELECTRIC LIGHT ORCHESTRA).

Muitos criticam o SABBATH sem OZZY. Eu não. Horrível seria ver o SABBATH sem IOMMI.

Aqui um show completo da fase noventista do SABBATH, com GEOFF aparecendo no palco.


Uma reunião recente da velha banda de GEOFF. Notaram que ele toca guitarra nesta faixa?

Descanse em paz, GEOFF.


30 de janeiro de 2017

FEIRA DE DISCOS DA BOCA MALDITA



E no próximo sábado (04) tem a primeira grande feira de discos de 2017 em Curitiba. Trata-se da Feira de Discos da Boca Maldita, organizada pela parceria entre a Joaquim Livros & Discos e a Sonic Discos - Especiarias Sonoras. A feira será realizada entre 10-19 horas no coração de Curitiba, mais precisamente no hotel Slaviero Slim Centro, bem na Rua XV, ao lado da Praça Osório. 

Serão diversos expositores de vários estados do Brasil. Gostaria de comunicar aos leitores e seguidores do Blog que ESTAREI LÁ com a Roqueiro Curitibano Discos. Inclusive terei vários LPs a preços bem bacanas. Agradeço ao Marcos (da Joaquim) pela oportunidade.

Para maiores informações, acesse a página do evento no Facebook clicando AQUI.


23 de janeiro de 2017

QSP, O MAIS NOVO PROJETO DO BOM E VELHO ROCK

Em uma postagem recente, citei a reunião de três lendas do Glam Rock setentista, SUZI QUATRO, ANDY SCOTT e DON POWELL. A rainha de Detroit, o guitarrista do THE SWEET e o batera do SLADE haviam anunciado uma turnê pela Austrália e o lançamento de um novo projeto, o QSP.

Pois é, o disco saiu na última sexta (20). E tudo o que posso dizer é que vocês PRECISAM ouvi-lo. São 14 faixas incluindo covers e material novo. 

Dizem que não se faz mais Rock como antigamente. Eu concordo. E quem faz música boa há pelo menos quarenta anos certamente não perde a mão. Este disco prova isso.

Abaixo, capa e tracklist.


01. Slow Down
02. Long Way from Home
03. Tobacco Road
04. If Only
05. Bright Lights Big City
06. Pain (Orchestral)
07. Just Like a Woman
08. Mend a Broken Heart
09. The Price of Love
10. Broken Pieces Suite
11. I Walk On Gilded Splinters
12. Late Nights Early Flights
13. Little Sister
14. Pain (Band Version) [faixa bônus]

Ouçam um trecho de cada faixa clicando AQUI.

Exatamente uma semana após o lançamento do projeto QSP, no próximo dia 27, sai o novo disco de covers da banda KROKUS

Depois que eu ouvir esses dois discos, 2017 pode acabar ; )


18 de janeiro de 2017

BOB SEGER GRAVA MÚSICA EM HOMENAGEM A GLENN FREY. FAIXA ESTÁ DISPONÍVEL PARA DOWNLOAD GRÁTIS

O músico norte-americano BOB SEGER fez uma homengaem ao já saudoso GLENN FREY, co-fundador do THE EAGLES. Ele gravou uma faixa chamada "Glenn Song" em tributo ao velho amigo que faleceu recentemente.

A música não tem apelo comercial ou coisa do tipo, tratando-se apenas de um belo tributo a uma amizade que durou décadas. BOB declarou que espera que a canção não faça CINDY - viúva de GLENN - chorar, embora isso provavelmente aconteça. Grande atitude, Mr. SEGER. 

A faixa está disponível para download gratuito no site do músico. Para baixá-la, clique AQUI.


24 de dezembro de 2016

ROCK DE LUTO: RICK PARFITT (STATUS QUO)

Hoje é véspera de Natal, dia de confraternização, reflexão e renovação. Mas é com tristeza que comento o falecimento do lendário guitarrista inglês RICK PARFITT. Ele estava afastado do STATUS QUO desde junho após sofrer um ataque cardíaco e faleceu devido a uma forte infecção no ombro decorrente de uma queda.


O ataque cardíaco de junho não foi o primeiro sofrido por RICK. Ele já tinha quatro pontes de safena desde 1997, além de ter sofrido outros dois infartos em 2011 e 2014. Á época da revascularização quádrupla, ele havia sido avisado que poderia morrer "a qualquer momento".

Juntamente com o outro guitarrista da banda, FRANCIS ROSSI, formou uma das maiores duplas de frente da história do Rock. Assim como seu parceiro FRANCIS, RICK participou de toda a discografia do STATUS QUO. São cerca de 40 discos, incluindo compilações e discos ao vivo oficiais. O guitarrista já havia declarado não poder mais voltar a tocar com a banda, mas planejava uma autobiografia e um disco solo para 2017. 

RICK também é responsável por criar o Guitar Facelift, acessório para personalização de guitarras. Confiram o vídeo de apresentação AQUI.

Abaixo, alguns vídeos para relembrarmos o trabalho deste carismático e inesquecível ícone do Rock and Roll.


Um dos últimos singles (se não o último) com RICK nos vocais. Um clássico em plenos anos 2010s.

Participação de RICK no evento "Rock Meets Classic" de 2015.

Uma "Jam" de RICK PARFITT e BRIAN MAY (QUEEN) em um programa de rádio.

RICK tocando com seu filho pequeno em show de 2014.

Método de guitarra para a faixa "Whatever You Want", com o próprio RICK.

O último show da vida de RICK PARFITT, junho de 2016.

O artista passa, a obra fica. Obrigado pela música, RICK!

Descanse em paz.


22 de dezembro de 2016

TOP 10: ROCK AND ROLL PARA O NATAL (5)

O Natal esta aí. E como eu sempre digo, é hora de sentir cheirinho de carne assada, de ter azia com as passas do arroz e de ganhar meias. Mas coisas como o especial do Roberto Carlos ou o tema natalino da Simone certamente podem tornar as coisas mais difíceis.

Por isso, o Blog Roqueiro Curitibano poupará mais uma vez os seus ouvidos, com outras dez faixas de Rock com temas natalinos. Assim, você poderá ter uma noite feliz. Pelo menos no aspecto musical.

E para os quem curtem a ideia, aviso que esta é a quinta postagem do estilo. Para ouvir as QUARENTA faixas postadas nos natais anteriores cliquem AQUI, AQUI, AQUI e AQUI.





















E um Feliz Natal a todos!


20 de dezembro de 2016

REVIEW: 20ª FEIRA DO VINIL DO CANAL DA MÚSICA - 17/12/2016

O último hiato de cultura, diversão e confraternização em um 2016 de dificuldades e desafios. Foi o que a vigésima edição da Feira do Vinil do Canal da Música proporcionou ao público, pelo menos por um dia.

Antes mesmo do horário oficial da feira cheguei com minha esposa e as três caixinhas de LPs trazidas graças ao caríssimo Jorge e seu táxi salvador. Foi minha primeira feira como expositor dentro do Canal da Música. Instalado no espaço destinado, peguei a credencial e informações complementares com o gente finíssima Marco Dusch. Então, era a hora de disponibilizar o material ao público e (tentar) fazer uma grana.

Ainda sem ter perspectiva de como seria aquele sábado fui surpreendido pelo repórter do Canal 9 para uma rápida entrevista. Sem reação, topei de imediato. A matéria foi ao ar na segunda (19) e abordou toda a feira. Muito bacana.



Para o lanche, minha esposa sugeriu um Food Truck. E lá foi a primeira dama comprar uma das melhores coisas que comi em minha vida, um sanduba de costela desfiada e bacon, com salada, molho e pão Ciabatta. Fodástico, embora caro. Do lado de fora, ao lado do espaço gastronômico, arte, toys, músicos locais e a presença do lendário KID VINIL.


Desde que cheguei ao Canal da Música cogitei a possibilidade de adquirir o novo lançamento do MOTOROCKER, a versão limitada em Long Play para o clássico álbum Igreja Universal do Reino do Rock. Mas sem cascalho para gastar com "caprichos", deixei a ideia de lado. Eis que um dos expositores da feira, o qual tinha a venda o LP em questão, visitou minha mesa e pediu para reservar um de meus bolachões (eu estava sem máquina de cartões). Foi a deixa para posteriormente eu sugerir um "bem bolado" e finalmente adquirir o "santo graal" vinílico da malária.


Logo em seguida o MOTOROCKER chegou ao Canal da Música para uma rápida sessão de autógrafos, já que duas lojas responsáveis pela distribuição estavam expondo no local, a Melômano Discos e a Neves Records. Foi muito satisfatório poder conversar com os caras da banda e tirar uma "chapa" com o quinteto.


Faltava vender alguns LPs para obter uns trocos. Com várias opções baratas e colecionadores interessados, as coisas aconteceram. Mais uma vez, foram os mais assíduos fãs de KISS que não marcaram presença. Ou pelo menos não manifestaram-se, já que novamente levei excelente e raro material da banda para venda.

O ponto alto da feira é o contato com as pessoas. Figuras de TODAS as tribos passam pelas caixas de discos. Basta um dos lados da mesa começar a conversa e um bom papo está garantido. Dos vendedores e visitantes, pude contatar os meus amigos de longa data Benedito e Rey (da Discos Raros), o gente fina Diego (do blog De Volta Para o Vinil), o Umberto (da UP LPs) e outros tantos.

Dos clientes, o Senhor Álvaro (foto) foi um dos primeiros. Procurava por capas genéricas para seus LPs órfãos. Terminamos o papo falando de TRAVELING WILBURYS e YAMANDU COSTA. Além dele, o Marcelo (cliente desde minha primeira feira), a Kawane (que reservou seus LPs pela internet), e o  João "Guitar Man" Vitor, da banda CANELA SECA (posso dizer que "contribui" pro nome da banda a cerca de dois anos) marcaram presença. Isso sem falar em todos os demais. Agradeço a cada um, sem exceção.


Em suma, a consagrada e multi atrativa Feira do Vinil do Canal da Música não deixou a desejar em sua proposta original, tampouco em seus adicionais.

Até a próxima!



8 de dezembro de 2016

ROCK DE LUTO: GREG LAKE (ELP)

Faleceu na última terça-feira o lendário vocalista e baixista GREG LAKE, músico que fundou e deu nome a uma das maiores bandas da história do Rock progressivo, EMERSON LAKE AND PALMER. Ele tinha 69 anos e vinha lutando contra um câncer.

Antes de fundar o ELP nos anos 1970, GREG fez parte de outro nome importante do gênero no fim da década anterior, o KING CRIMSON. Teve uma carreira solo breve e de qualidade nos anos 1980, época em que assumiu provisoriamente o lugar de JOHN WETTON em outro grande grupo, o ASIA. 

Em toda sua carreira, GREG LAKE teve participação em cerca de 40 discos, incluindo álbuns de estúdio, discos ao vivo, coletâneas e participações. Definitivamente, uma lenda.

Abaixo, três faixas que trazem o já saudoso músico.




P.S: a terceira faixa, da carreira solo de GREG, tem composição e participação do guitarrista ANDY SCOTT, da banda THE SWEET. Uma parceria aparentemente improvável, mas curiosamente real.

Descanse em paz, Mr. LAKE.